Elas eram as trigêmeas mais raras do mundo… mas como elas estão agora, me deixou com lágrimas nos olhos.

Elas eram as trigêmeas mais raras do mundo… mas como elas estão agora, me deixou com lágrimas nos olhos.

A chegada de trigêmeos é sempre algo extra especial. Mas as irmãs Mackenzie, Macy e Madeline Garrison eram ainda mais raras do que o normal.

De todos os partos de trigêmeos, o delas é apenas o segundo caso conhecido no qual duas das crianças vieram ao mundo como gêmeas siamesas. Contra todas as probabilidades, Macy e Mackenzie sobreviveram aos seus primeiros dias depois de nascidas.

Elas eram as trigêmeas mais raras do mundo… mas como elas estão agora, me deixou com lágrimas nos olhos.

Infelizmente, a mãe biológica delas não pôde cuidar das crianças. Elas foram, então, entregues sobre a custódia de Darla e Jeff Garrison. Elas já eram os pais de três meninos, mas ficaram extasiados com a chance de expandirem a família.

A decisão de separar Mackenzie e Macy foi tomada para poder dar a ambas a chance de terem vidas independentes.

Elas eram as trigêmeas mais raras do mundo… mas como elas estão agora, me deixou com lágrimas nos olhos.

Para facilitar a operação, a pele delas teve que ser esticada com expansores de pele. Em um procedimento de longas e perigosas 24 horas, as meninas de 9 meses foram separadas com muito cuidado e precisão. Felizmente, a operação foi um verdadeiro sucesso. Mackenzie e Macy ficaram cada uma com uma perna, mas com a ajuda de próteses feitas sob encomenda, isso não é um problema para elas. A fisioterapia irá ajudá-las a ficar em pé sem ajuda. E o que é mais importante: ambas estão vivas!

Dois anos após a operação, Darla e Jeff receberam o aval para adotar as três irmãs. Junto com seus filhos, a nova família de oito vive junta em uma fazenda em Iowa, nos Estados Unidos.

Elas eram as trigêmeas mais raras do mundo… mas como elas estão agora, me deixou com lágrimas nos olhos.

É tão bonita a história delas, não é? Cada uma das meninas tem sua própria vida para viver, e enquanto isso, elas podem aproveitar o elo da irmandade. Um verdadeiro final feliz.

Deixe o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.