ANEDOTA: Um mecânico às portas do céu

 Um mecânico às portas do céu

À porta do céu, um tipo furioso protestava perante o S. Pedro.

– Meu bom santo, o que fiz eu para estar aqui? Tenho 35 anos, estou em plena forma física, não bebo, não fumo, faço uma vida de acordo com as regras dos bons costumes, e agora estou aqui! Certamente houve um engano!

O S. Pedro responde:

– Bom, não é usual nós cometermos erros, mas enfim, vou verificar! Como te chamas?

– Vicente, João Diogo.

– Sim… Profissão?

– Mecânico!

– Ok, cá está a tua ficha. João Diogo Vicente, Mecânico! Tu morreste de velhice!

– De velhice ?! Mas não é possível, eu tenho somente 35 anos…

– Isso eu não sei, mas fazendo as contas a todas as horas de mão-de-obra que facturaste aos clientes, isso perfaz 123 anos!

ANEDOTA: Um mecânico às portas do céu
Avalie este Artigo

Comments

comments

Deixe o seu comentário