ÚLTIMA – Divulgado os milhões de Cavaco Silva

Divulgado os milhões de Cavaco Silva

Cavaco Silva deu a aprovação final à lei que obriga o estado a sustentar as campanhas e os partidos políticos.

Cavaco Silva gastou 1,8 milhões na sua última campanha. “A candidatura de Cavaco Silva às eleições presidenciais de Janeiro gastou na campanha um total de 1,79 milhões de euros, menos de metade do limite legal máximo”.

Cavaco Silva beneficiou da compra e venda de acções do BPN, que nem sequer estavam cotadas na bolsa, foram transaccionadas pelo próprio presidente do banco. Lucrando Cavaco Silva, mais de 300 mil euros, com prejuízo para o banco. Grande defensor dos interesses da empresa este senhor. “Caso BPN: Oliveira Costa vendeu a Cavaco Silva e filha 250 mil acções da SLN perdendo 1,10 euros em cada”.

Cavaco Silva esteve envolvido em diversas coincidências, aquando da compra da sua casa de praia.

Cavaco Silva dispõe, apenas para a presidência, de um orçamento de 16 milhões de euros. Mais que o Rei de Espanha. “Para o primeiro ano deste segundo mandato de Cavaco Silva estão disponíveis 16 milhões de euros. Em 1976, havia apenas 99 mil euros para gastar. Mesmo sem contar com a inflação, em democracia, as despesas de Belém têm subido 18% por ano”.

– Video que explica que Cavaco Silva exerce a presidência, com mais despesa que as famílias reais. “Presidência custa 5 vezes mais que a casa Real espanhola.

A Presidência da República portuguesa custa cinco vezes do que a Casa Real espanhola, em valores absolutos e 18 vezes mais por habitante(…) disse D. Duarte Pio de Bragança.

Cavaco Silva recebeu financiamentos da SLSN/BPN, para a sua campanha, 11 figuras ligadas à SLN entre os financiadores da campanha de Cavaco Silva a Belém em 2006. 130 MIL EUROS?? O processo BPN é claramente uma das balas mais perigosas para o atual Presidente da República. Além dos negócios com o banco (ainda que altamente lucrativos, todos legais) e de ex-ministros seus estarem envolvidos.

Cavaco Silva e o Pavilhão Atlântico, uma história com muitos enigmas, que lesou o interesse nacional.

Cavaco Silva, pai da primeira PPP – A CONSTRUÇÃO DA PONTE VASCO DA GAMA, A PRIMEIRA PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA, FOI UM NEGÓCIO RUINOSO PARA O ESTADO PORTUGUÊS.

A declaração de rendimentos de Cavaco Silva e de Maria Cavaco Silva, em 2010, entregue no Tribunal Constitucional, denuncia ganhos superiores a 999 mil euros, entre trabalho dependente, pensões, ajudas de custo, aplicações em bolsa, depósitos à ordem e a prazo, planos poupança reforma e ações. Ganharam uma média 83 mil euros por mês.

O Presidente da República e a mulher são ainda titulares de um plano de poupança reforma, no valor de 53 mil euros. Os investimentos do casal também são feitos em obrigações, com uma aplicação na Caixa Geral de Depósitos de 15 mil euros. Cavaco também é detentor de ações, em 10 empresas nacionais, com 101 960 ações.

Em 2010, Cavaco Silva reportou rendimentos de trabalho dependente que ascenderam a 138.942,02 euros

2. Pensões

Entre o fundo de pensões do Banco de Portugal e a reforma da Caixa Geral de Aposentações, o Presidente da República recebeu em 2010 141.519,56 euros.

3. Depósitos à ordem

De acordo com a declaração entregue no Tribunal Constitucional, Cavaco Silva era, em 2010, titular de quatro contas à ordem, cujo valor total era de 41.417,16 euros, distribuídos da seguinte forma: BCP (16.881,65 euros); BPI (5543,24 euros); CGD (10.688,15 euros); Montepio Geral (6.304,12 euros)

4. Depósitos a prazo

Cavaco Silva surgia, em 2010, como titular de cinco depósitos a prazo: BCP (185.000,00 euros); BCP (175.000,00 euros); BPI (91.000,00 euros); BPI (141.000,00 euros); CGD (20.000,00 euros)

5. PPR

O Presidente da República é detentor de um plano de poupança reforma que, no final de 2010, tinha 53.016,21 euros

6. Obrigações

Cavaco Silva reportou também uma aplicação em obrigações, constituída na CGD, que era de 15.000,00 euros.

7. Ações

O Presidente da República declarou ter 101.960 ações de 10 empresas portuguesas, incluindo da Jerónimo Martins e do BCP.

8. Subvenção vitalícia

Cavaco Silva foi primeiro-ministro entre 1985 e 1995 e teria direito a receber, todos os meses, uma subvenção vitalícia, mas renunciou a este direito.

9. Vencimento do Presidente

Em 2011, os aposentados que prestam serviço remunerado em serviços públicos ou ocupam cargos públicos, passaram a ter de optar entre receber o vencimento ou a pensão. Cavaco Silva optou pelas reformas, prescindindo assim do vencimento de 6523 euros que a lei atribui ao Chefe de Estado.

10. Despesas de representação

Apesar de não receber o vencimento de Presidente da República, Cavaco Silva tem direito a receber o valor referente às despesas de representação que rondam os 2900 euros.”

O PAI DA DIVIDA

(lei aprovada pelo Dr Cavaco Silva) ” Lei prevê verbas específicas para eleições” Estado dá 70,5 milhões para financiar as três campanhas. O Orçamento do Estado para 2009 prevê 70, 5 milhões de euros para as campanhas campanhas partidárias das três eleições que vão acontecer em 2009 .O Orçamento do Estado prevê ainda que os sete partidos com representação parlamentar ( PS, PSD, CDS, PCP, Verdes e Bloco de Esquerda) venham a receber, no total, 17,2 milhões de euros de subvenção anual. O valor atribuído a cada partido é dependente do número de votos que obteve nas últimas eleições legislativas.

CAVACO SILVA NÃO DÁ CAVACO, recusa-se a revelar as despesas.

É caso para dizer que é preciso outro 25 de Abril para que esta situação mude. A Presidência da República continua a não publicar os seus contratos e despesas detalhadas. No portal Base, por exemplo, não se encontra qualquer despesa de Belém.

No site da Presidência da República existia desde 2011 uma secção chamada Contratos que nunca teve qualquer informação. Este órgão de soberania chegou a garantir à TVI24 que a situação iria ser corrigida. Como a Presidência nunca mostrou interesse em partilhar essa informação, a secção foi agora apagada!

ÚLTIMA – Divulgado os milhões de Cavaco Silva
Avalie este Artigo

Comments

comments

Deixe o seu comentário