PEDRÓGÃO GRANDE – Afinal foram mais de 90 mortes e não 64

PEDRÓGÃO GRANDE – Afinal foram mais de 90 mortes e não 64

Recebemos hoje um email, de um senhor Rosário Nunes, que nos conta o que ouviu junto de bombeiros e alguns membros da Protecção Civil que estavam em Pedrógão Grande na altura em eram divulgados as mortes sucedidas naquele incêndio. Deixamos em baxo o que recebemos:

“Caros Portugueses,

Não queria deixar cair por terra o que ouvi estes dias aqui em cima.

Vim de Coimbra para auxiliar os voluntários que aqui estavam e, na altura que os fogos estavam quase dominados ouvi algumas conversas entre membros das cooperações de Bombeiros e membros da Protecção Civil.

O que vos vou contar aqui, é um simples e humilde relacto de alguém que ficou escandalizado com o que ouviu. Ainda pensei cá para mim, “onde estamos nosso senhor“.

Á medida que iam sendo divulgados os numeros de mortes do incêndio, ia ouvindo junto de alguns bombeiros relatos que indicavam que o número continuava sempre o mesmo, “60 e tal“. A um determinado momento ouvi um bombeiro dizer, “como é possivel serem sempre 60 e tal, quando os nossos colegas chegam com mais uma vitima!” parece que o número não aumentava, mas as vitimas sim.

Não ficando eu satisfeito com esta conversa e pensando eu que seriam mais uns boatos, fiz uma pequena investigação. Antes de me vir embora, contactei algumas funerárias da zona para tentar saber do número de funerais feitos e por fazer relacionados com o incêndio e para meu espanto, ultrapassavam na altura 90 funerais. Pode não dizer muito, mas fiquei surpreendido. Mesmo sabendo disto, e não tendo ficado mais uma vez satisfeito, corri algumas aldeias dos arredores, muitas que foram afectadas directamente e indirectamente com o incêndio, e perguntei a algumas pessoas nas ruas, em cafés, a quantidade de conhecidos e vizinhos que tinham morrido durante o incêndio, e mais uma vez o número estava muito perto, cheguei aos 85 mortos contabilizados. Alguns disseram que não souberam mais de amigos, nem se estavam vivos ou mortos.

Agora pergunto, porquê 64 mortos? Existe algo de mal falar em 90 ou 95, ou mesmo o número real?

Quero agradecer se puderem publicar este meu texto.

Obrigado, Rosário Nunes”

Fonte: Evento21

PEDRÓGÃO GRANDE – Afinal foram mais de 90 mortes e não 64
5 (100%) 1 vote

Comments

comments

Deixe o seu comentário