Como conseguir deixar de fumar!

Como conseguir deixar de fumar!

Em Portugal, mais de um quarto da população não vive sem tabaco. Conheça os métodos mais eficazes para abandonar rapidamente o clube dos fumadores. Para sempre!

Qualquer altura é boa para tomar boas decisões. E deixar de fumar é uma delas! Agora que em Portugal já entrou, há uns anos, em vigor a lei que restringe o consumo de tabaco nos locais públicos e de trabalho aproveite a oportunidade, tendo em mente que o tabaco continua a ser a principal causa de morte evitável. O seu organismo agradecer-lhe-à a decisão e as vantagens são muitas. Seis horas depois de deixar de fumar, o ritmo cardíaco e a pressão arterial começam a baixar.

Dois dias depois, o cheiro e o paladar tornam-se mais apurados e, após 72 horas, a capacidade pulmonar aumenta e a respiração torna-se mais fácil. Nove meses depois, os problemas respiratórios e a tosse diminuem. Após dez anos, o risco de vir a sofrer de cancro do pulmão ou ter um ataque cardíaco é duas vezes menor do que o de um fumador. Quinze anos passados, o risco de doença cardiovascular é o mesmo de um não fumador do mesmo sexo e idade.

Por outras palavras, deixar de fumar vale mesmo a pena. Mas, antes, precisa de se mentalizar e, nesse processo, o recurso a ajuda psicológica pode ser fundamental. Depois de tomada a decisão, o primeiro passo é pedir ajuda a um profissional, pois se a pessoa tiver apoio psicológico enfrentará as dificuldades com mais facilidade e a taxa de sucesso será maior.

Estas são algumas das soluções a que pode recorrer para abandonar o vício:

– Consultas anti-tabágicas

As consultas anti-tabágicas são uma boa opção, pois nelas oferecem-se apoio e podem-se tirar dúvidas sobre as terapêuticas que ajudam a ultrapassar os sintomas de privação, associadas à falta de nicotina no organismo, como irritabilidade, ansiedade ou dores de cabeça. Há dois tipos de tratamentos com provas dadas de eficácia. Os medicamentos, incluindo os substitutos de nicotina e os outros fármacos de primeira linha e o apoio psicológico.

Até agora o que se tem verificado nos outros métodos, é que as pessoas param de fumar, mas retomam pouco tempo depois. Em 2008, estimava se que «dois a três por cento dos fumadores parem de fumar por causa do novo diploma». Números europeus divulgados nos primeiros meses de 2015 referiam, contudo, que um quarto da população, cerca de 25%, continua a manter o vício.

– Gomas ou pastilhas de nicotina

Quando mastigadas (as gomas) ou chupadas (as pastilhas) libertam nicotina no organismo e evitam os sintomas da privação. Por dia, não se devem utilizar mais do que 24 pastilhas e devem ser mastigadas ou chupadas lentamente, durante 30 minutos. Estão, sobretudo, indicadas para casos de dependência leve ou moderada e para pessoas que têm necessidade de sentir a boca ocupada, tal como acontecia com o tabaco.

Em média, este tratamento dura cerca de três meses. A lista de efeitos secundários inclui irritação da boca e da garganta, tonturas, náuseas, dores de cabeça e mal-estar no estômago. Esta solução tem contraindicações para grávidas e mulheres a amamentar, quem tenha sofrido recentemente um enfarte do miocárdio ou um acidente vascular cerebral (AVC) e doentes com angina de peito. Preços entre 8 ? e 35 ? por embalagem (venda livre).

– Adesivo transdérmico de nicotina

Aplicado de manhã sobre a pele limpa e seca, o adesivo liberta quantidades controladas de nicotina durante todo o dia. Pode ser retirado ao deitar (adesivo de 16 horas) ou apenas quando acordar no dia seguinte (adesivo de 24 horas). Este método está indicado para todos os tipos de dependência. O tratamento dura, em média, três meses. Reações cutâneas, náuseas, e cefaleias são alguns dos possíveis efeitos secundários.

A lista de contraindicações inclui doenças dermatológicas, grávidas e mulheres a amamentar, quem tenha sofrido recentemente um enfarte do miocárdio ou um AVC, doentes com angina de peito. Preços médios entre 28 ? e 66 ? por embalagem (venda livre).

– Cloridrato de Bupropiona

É um antidepressivo que aumenta os níveis de dopamina e minimiza os sintomas de privação, já que estimula as mesmas áreas do cérebro que são estimuladas pela nicotina. Deve-se começar a tomar este medicamento duas semanas antes de deixar de fumar. Está mais indicado para pessoas com grau alto de dependência, ansiosas, que se preocupam com o seu peso. O tratamento dura, em média, três meses.

Insónias, tremores, securas e problemas dermatológicos são, no entanto, algumas das possíveis reações. A lista de contraindicações inclui pessoas com historial de convulsões, de tumor do sistema nervoso central, de bulimia ou anorexia nervosa, de cirrose hepática e de bipolaridade. Preços a partir de 72,38 ? por embalagem (sujeito a prescrição médica).

– Vareniclina

Este medicamento actua nos receptores de nicotina no cérebro que criam a dependência, satisfazendo o cérebro sem a presença daquela substância nociva. Está indicado para pessoas com elevado grau de dependência. O tratamento dura, em média, três meses. Os efeitos secundários incluem náuseas, dores de cabeça, insónias, sonolência, sintomas de depressão (incluindo ideias suicidas), alterações comportamentais. A lista de contraindicações inclui grávidas e mulheres a amamentar, menores e pessoas com tendência para a depressão.

– Acupuntura

Atua nos pontos nervosos que estimulam a libertação de endorfinas, as hormonas que garantem a sensação de bem-estar, diminuindo a vontade de fumar e os sintomas de abstinência. Esta solução é indicada para quem não quer ou não pode tomar substitutos de nicotina nem os fármacos de primeira linha. Em média, o tratamento tem a duração de cinco sessões, uma por semana. O preço médio ronda os 30 ? a 50 ? por sessão.

– Hipnose

Sabia que a hipnose é também usada na cessação tabágica. O fumador é conduzido a relaxar e a entrar num profundo estado de concentração. Quando atinge este estado, os terapeutas induzem no inconsciente a sugestão de não fumar. Em média são necessárias entre uma a cinco sessões que custam entre 75 ? e 100 ? por sessão.

Estilo de vida anti-fumo

Se está decidido a deixar de fumar, a mudança de alguns hábitos pode ajudar. Eis o que deve mudar:

– Altere todos os hábitos que associados ao ato de fumar

– Evite locais frequentados por fumadores

– Faça exercício que estimula a sensação de bem-estar

– Envolva-se em hobbies

– Ingira vitamina C, pois esta ajuda a libertar a nicotina do corpo

– Faça uma alimentação saudável, rica em verduras e pobre em açúcares, gorduras e sal

– Reduza o número de cafés e modere o consumo de álcool

Como conseguir deixar de fumar!
Avalie este Artigo

Comments

comments

Deixe o seu comentário